data='blog' name='google-analytics'/>

Seguidores

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Como Evitar os Esquecimentos!

Se você tem tido problemas para lembrar de coisas importantes e também corriqueiras, vá ao médico mas antes, exercite seu cérebro com essas dicas que irão otimizá-lo.

1. Exercitar o cérebro
Um dos caminhos mais indiscutíveis para manter as recordações intactas é ler e estudar. Quem não tem esse hábito apresenta maior probabilidade de desenvolver problemas cognitivos no futuro. Indivíduos que passam mais tempo na escola ficam com a mente blindada. O cérebro guarda mais informações e consegue lidar melhor com uma eventual perda de neurônios, o que é bastante natural com o passar do tempo.
2. Malhar
O exercício tem um impacto positivo incontestável no nosso organismo. E, para nossa capacidade de recordar continuar a toda, ele é mais do que um aliado. Principalmente porque tem uma ação direta em nosso cérebro. Andar, correr, pedalar ou nadar também contribui para diminuir riscos cardiovasculares e faz com que o praticante adote um estilo de vida mais saudável.

3. Domar o diabete
Prevenir a doença do sangue doce pode trazer benefícios que vão além de preservar a memória. O diabetes gera resistência à insulina, o hormônio responsável por colocar a glicose para dentro das células e dar energia para trabalhar e se manter ativo. Daí, com a ausência de combustível, os neurônios ficam fracos o que resulta em menos lembranças.
4. Parar de fumar e hipertensão
Entre outros distúrbios, o tabaco e a hipertensão também podem afetar a forma como guardamos os fatos. Quem fuma ou é hipertenso, fica mais suscetível a desenvolver problemas no sistema circulatório, como a aterosclerose. Nessa doença, as artérias sofrem uma inflamação e, com isso, placas de gordura grudam em suas paredes. Com o tempo elas se calcificam e diminuem o calibre dos vasos. Assim, o cérebro recebe menos sangue e uma menor quantidade de oxigênio e nutrientes também.

5. Perder ou manter o peso
Para aqueles que estão com as medidas ideais, ficar de bem com a balança é a pedida certa. Já para as pessoas que estão exagerando à mesa, maneirar na comida também pode melhorar, em longo prazo, a sua capacidade de não esquecer.


6. Fugir da depressão
A tristeza que não tem hora nem dia para chegar ao fim acelera o apagão mental. O indivíduo deprimido começa a dar ênfase às recordações ruins e hormônios como serotonina e noradrelina, envolvidos na química do lembrar, deixam de atuar como deveriam. Portanto, xô deprê!

 fonte: http://www.mini-dicas.com