data='blog' name='google-analytics'/>

Seguidores

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Entrar em forma no verão: o erro mais comum por Nuno Cobra

Já estamos praticamente no verão. E vem mais uma vez aí o fenômeno da emoção ligada à atividade física. Muitos querem entrar em forma rapidamente e a qualquer custo. As pessoas estão sempre presas às paredes. Explico.


Imaginemos uma sala. Na parede esquerda estão grudadas as pessoas que levam uma vida absolutamente sedentária. Na parede direita estão grudados os que exageram no trabalho com o corpo, chamado de malhação. Poucos são aqueles que conseguem o mínimo de controle emocional, para lançar sua vida no caminho do meio, do equilíbrio, do discernimento e do bom senso. Ou seja, no centro entre as duas paredes.

É necessário perceber que ao se afastar dessas duas paredes, as pessoas irão ao encontro de uma saúde plena, longe das enfermidades e desequilíbrios provocados tanto pela falta da atividade, como pelo seu exagero. É como se tivessem instalado um programa de autodestruição com essa terrível malhação infernal.

Fico triste em observar a forma desesperada como as pessoas desenvolvem a atividade física. Muitas vezes ficaram muitos anos ou até décadas sem fazer nada com seu corpo e não se dão conta de que, para alcançar uma melhoria na sua eficiência cardiovascular e na diminuição da sua área geográfica, leva muito tempo, anos até.

O corpo não é uma máquina que se liga na tomada e já entra em 220, como a gente vê por aí todos os dias. Há que se ter a noção concreta da fragilidade desse corpo. Principalmente, para quem se descuidou durante anos e anos a fio. É necessário, portanto, desenvolver esse controle emocional e entender definitivamente que o trabalho saudável com o corpo, requer muita paciência e aceitação do baixo nível físico do momento. Tudo deve ser feito de forma absolutamente gradativa, com muito critério e bom senso. Chega de malhação, dessa malhação estúpida!

Por que muitos só lembram do corpo com a proximidade do verão?

Nos dias atuais as pessoas encontram tempo para tudo, menos para elas mesmas. É fundamental que as pessoas se valorizem e encontrem um tempo para que possam existir dentro de suas vidas.

Uma coisa é você saber racionalmente a importância da atividade física na sua vida. Mas apenas saber não resolve absolutamente nada. É necessário um desenvolvimento emocional maior, para que você passe da teoria para a prática. Já que saber de cabeça, é não saber nada. A sabedoria não está no conhecimento, mas na prática deste conhecimento. Por isso, para desenvolver a sabedoria é necessário um sólido corpo emocional.

Caminhamos sobre a superfície da Terra por milhões de anos e nesta espantosa e formidável evolução nos tornamos um animal do movimento. Então a atividade com o nosso corpo físico está inserida de forma tão profunda em nosso ser, que não podemos viver sem ela. Ao se prescindir do movimento sistemático, se abre o caminho para o sedentarismo e suas enfermidades.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Existe alma Gemea?

Vivemos uma vida inteira atras da nossa alma Gemea. Uma pessoa, que possa nos completar, nos entender, e até nos fazer feliz para sempre!!

Parece um conto de fadas, e na verdade, nem é tão real assim... Até encontramos a pessoa, que parece a correta, nos apaixonamos, e parece que encontramos a felicidade.
Mas, depois de algum tempo, aquela pessoinha, tão meiga, tão querida, ela nos mostra os seus defeitos também, e não só as qualidades...E, certamente vamos nos deparando com muitos problemas; e a paixão acaba virando um grande problema.
A verdade, é que aquele sonho do inicio, acabou....agora vamos enfrentar uma outra realidade.

Então quer dizer que não existe almas gêmeas? Não, eu não disse isso. Almas gêmeas existem, sim. E a espiritualidade confirma isso. O que pode não existir é o tal felizes para sempre. Mesmo estando com a tal alma gêmea (assumindo que ela exista) problemas e dificuldades irão aparecer. Brigas e discussões são normais e acontecem com todo casal. E ainda assim, nem sempre iremos ficar com essa pessoa mesmo sendo a nossa alma gêmea.
Parece confuso, não é mesmo? mas, não é não...
Dizem que as almas gemeas, são aquelas que estiveram juntas em outras vidas, ou ate mesmo antes de nascerem.

De qualquer forma, mesmo tendo sido prometidos um ao outro, somos seres em constante mutação e evolução e a cada dia somos pessoas diferentes do que éramos no dia anterior. E com todas essas mudanças, é correto dizer que podemos chegar a um ponto onde a convivência com essa pessoa possa se tornar inviável. Apesar de o sentimento existir, a convivência, pelo menos nesse momento, não é possível, tendo que esperar mais algum tempo para se realizar. Ou mesmo o encontro pode demorar um pouco devido a todos esses fatores.
A verdade, é que qualquer relacionamento, precisa ser muito trabalhado, precisa ser muito paciente, pois qualquer alma, precisa de um certo esforço, carinho e muita dedicação.
Existe aquela pessoa que foi destinada a cada um de nós antes mesmo de nascermos. Existe e sentiremos muita alegria e satisfação em estar com essa pessoa.
Só não podemos acreditar que será um mar de rosas. Acredito em alma gêmea, mas estou encontrando grande dificuldade em acreditar no felizes para sempre. Não que não seja possível, já vi casos em que aconteceu (ou acontece) mas está ficando cada vez mais raro.
|Mas, Felizes para Sempre, pode ser algo impossivel...mesmo sendo almas gemeas!!