data='blog' name='google-analytics'/>

Seguidores

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Mais segurança nas buscas.

As ameaças que rodam a internet e tentam tirar a paz daqueles que usam serviços de busca têm levado as empresas da área a reagirem e criarem estratégias para manter seus usuários longe dos criminosos virtuais.

Nos últimos meses o Google anunciou algumas mudanças em seus serviços, inclusive no Orkut, de olho na privacidade e na segurança dos internautas. Uma das estratégias da empresa é indicar quais sites são suspeitos. “Nosso algoritmo identifica se algum servidor tem comportamento estranho e o isola. Se o usuário clica, ele recebe um aviso de que o site pode oferecer riscos”, afirma Felix Ximenes, diretor de comunicação do Google Brasil.


A atualização constante do algoritmo também ajuda a ampliar o nível de confiabilidade. “Só em 2009 realizamos mais 590 atualizações”, afirma Ximenes.


Segundo ele, a empresa também faz parte de uma ONG Internacional, chamada Stop Badware, que mantém um ranking dos sites maliciosos, dá dicas de prevenção e divulga relatórios sobre as pragas virtuais. “A instituição nos fornece, regularmente, uma lista de sites suspeitos”, conta Ximenes.


Outro recurso que ajuda a ampliar a segurança no acesso é o chamado Safe Search. O sistema permite excluir dos resultados da busca sites de conteúdo adulto e é voltado às famílias.