data='blog' name='google-analytics'/>

Seguidores

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Esportes » Futebol » Competições » Copa 2010 » Seleções » Seleções Luisão: brasileiros de Portugal são amados como C. Ronaldo


Celso Paiva
Direto de Johannesburgo
Há sete temporadas no futebol português, o zagueiro Luisão conhece como ninguém o adversário da Seleção Brasileira desta sexta-feira, pela última rodada do Grupo H da Copa do Mundo. De acordo com o jogador do Benfica, a equipe verde e amarela tem de tomar uma preocupação especial com os brasileiros que atuam na seleção portuguesa.
Segundo Luisão, Liédson, Deco e Pepe se sentem tão à vontade como o atacante Cristiano Ronaldo, principal estrela da equipe lusitana. "Pelo que eu vi, (os portugueses) têm o mesmo amor e carinho pelos brasileiros que têm pelo Cristiano Ronaldo, apoio e carinho é o mesmo".
De acordo com o zagueiro, a presença de jogadores brasileiros naturalizados deixou o estilo da equipe portuguesa parecido com o da Seleção. "Acho que o futebol português chega perto do futebol brasileiro tecnicamente. Jogadores de muita habilidade, criatividade. Chega próximo ao nosso futebol. Tem jogadores naturalizados, então chega perto do nosso futebol".
Questionado se concorda com o fato de ter jogadores nascidos em outros países na seleção, Luisão disse que não questiona os motivos de Liédson, Deco e Pepe terem escolhido jogar por Portugal. "Eu consegui meu sonho que é estar na Seleção, tem jogadores que saíram cedo do País e criam essa identidade. É válido desde que os atletas naturalizados estejam felizes".
Na goleada por 7 a 0 sobre a Coreia do Norte, com Deco lesionado e Liédson e Pepe no banco de reservas, o técnico Carlos Queiroz não escalou nos 11 iniciais nenhum dos três brasileiros. Esta foi a primeira vez que Portugal entrou em campo sem titulares nascidos no Brasil em uma partida oficial desde novembro de 2007, na vitória sobre a Armênia, por 1 a 0, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2008.
Líderes do Grupo G do Mundial, Brasil (que soma seis pontos) e Portugal (quatro) se enfrentam às 11h (de Brasília) desta sexta-feira. Um empate classificará os comandados de Dunga na primeira colocação e deixará os de Queiroz no segundo lugar. Se perderem, os portugueses só serão eliminados caso a Costa do Marfim, que encara os norte-coreanos no mesmo horário, desconte uma desvantagem de nove gols de saldo.