data='blog' name='google-analytics'/>

Seguidores

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Curitiba é a capital da qualidade de vida

Ricardo Sabbag
Direto de Curitiba
Curitiba é conhecida como a capital brasileira do turismo de negócios. A grande rede hoteleira e gastronômica da cidade, além dos novos e numerosos centros de exposições têm atraído muita gente que vai
Ricardo Sabbag
Direto de Curitiba
Curitiba é conhecida como a capital brasileira do turismo de negócios. A grande rede hoteleira e gastronômica da cidade, além dos novos e numerosos centros de exposições têm atraído muita gente que vai à capital paranaense assinar contratos ou participar de eventos.



O sinônimo de Curitiba para o turista de lazer, entretanto, é outro: "qualidade de vida". A grande área verde de 55 metros quadrados por habitante fica concentrada nos mais de 25 parques e bosques, as ruas, calçadas e ciclovias largas, o transporte coletivo eficiente, o aspecto europeu ditado pelo clima frio e pela herança cultural dos descendentes do Velho Continente e a sensação de segurança transmitem ao visitante o aspecto que levou a mais da metade da população de Curitiba não ser nativa da cidade.

Os maiores pontos turísticos curitibanos são seus parques e praças, muito deles homenageando cada uma das etnias que formam a população local. A culinária também costuma satisfazer o visitante, seja pela fartura dos rodízios italianos do bairro de Santa Felicidade, pela alta gastronomia trazida pelos restaurantes mais novos, ou pelo churrasco curitibano, que concorre entre os melhores do Brasil.

Visitar Curitiba é fácil e prazeroso, desde que se cuide do agasalho. Além de ser a capital com média de temperatura mais baixa do Brasil, é a que tem maior variação térmica. Não é exagero dizer que em um dia em Curitiba vive-se as quatro estações. Mas as facilidades do transporte público permitem que o visitante conheça bem os principais pontos da cidade e desfrute de cada um deles pelo tempo que preferir.

à capital paranaense assinar contratos ou participar de eventos.


O sinônimo de Curitiba para o turista de lazer, entretanto, é outro: "qualidade de vida". A grande área verde de 55 metros quadrados por habitante fica concentrada nos mais de 25 parques e bosques, as ruas, calçadas e ciclovias largas, o transporte coletivo eficiente, o aspecto europeu ditado pelo clima frio e pela herança cultural dos descendentes do Velho Continente e a sensação de segurança transmitem ao visitante o aspecto que levou a mais da metade da população de Curitiba não ser nativa da cidade.


Os maiores pontos turísticos curitibanos são seus parques e praças, muito deles homenageando cada uma das etnias que formam a população local. A culinária também costuma satisfazer o visitante, seja pela fartura dos rodízios italianos do bairro de Santa Felicidade, pela alta gastronomia trazida pelos restaurantes mais novos, ou pelo churrasco curitibano, que concorre entre os melhores do Brasil.

Visitar Curitiba é fácil e prazeroso, desde que se cuide do agasalho. Além de ser a capital com média de temperatura mais baixa do Brasil, é a que tem maior variação térmica. Não é exagero dizer que em um dia em Curitiba vive-se as quatro estações. Mas as facilidades do transporte público permitem que o visitante conheça bem os principais pontos da cidade e desfrute de cada um deles pelo tempo que preferir.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Os benefícios da manteiga de cacau e de outros produtos.

Por causa do clima característico do inverno, muitas pessoas sofrem com o ressecamento da pele, em especial na região da face. A situação é mais incômoda quando o problema atinge os lábios, região sensível do rosto, na qual a pele é uma semimucosa e precisa de cuidados extras. Rachaduras, sensação de queimação, pele descascada e até sangramento são algumas das consequências do lábio ressecado.

A principal dica dos especialistas para proteger os lábios é passar manteiga de cacau com frequencia. Por possuir propriedades altamente hidratantes e emolientes, ela é indicada para tratamentos dermatológicos. Embora seja a mais utilizada, a manteiga de cacau não é a única opção. Pode-se usar também o brilho e o hidratante faciais, além de alguns tipos de batons.

No caso deste último, é importante estar atento e se informar bem a respeito do produto, pois algumas substâncias utilizadas na produção do batom podem causar alergias em algumas pessoas. Quando os lábios já estão ressecados, uma recomendação adicional é não deixar de passar a manteiga de cacau ou o hidratante após as refeições e depois de escovar os dentes.

India, Amor e Outras Delicias!


titulo original: (Nina's Heavenly Delights)
lançamento: 2006 (Reino Unido)
direção: Pratibha Parmar
atores: Shelley Cohn , Laura Fraser , Ronny Jhutti , Art Malik , Raji James
duração: 94 min
gênero: Comédia
status: em cartaz

O Aprendiz de Feiticeiro..filme!

Sem data definida para estrear no Brasil, mas com a chegada acertada para 14 de julho nos cinemas americanos, O Aprendiz de Feiticeiro deve aportar por aqui na semana seguinte, por volta do dia 21. Enquanto isso não se confirma, veja como ficou bonito este novo cartaz divulgado para o mercado asiático.

domingo, 27 de junho de 2010

Hotéis mais luxuosos têm palácio e shows sensuais

Naila Okita
Para quem não abre mão de toda a comodidade possível, gosta de ter um mordomo particular, de tecnologia touchscreen no quarto ou até mesmo de fazer trilhas selvagens sem perder a pose, o site Travel Guide separou os melhores cinco hotéis de luxo do mundo.
Confira o que cada um oferece e programa-se para a viagem dos sonhos:
Seven Stars Galleria, Itália
Inaugurado em março de 2007, o Seven Stars Galleria foi o primeiro hotel do mundo a receber a alcunha de "sete estrelas". E não é para menos: são apenas sete suítes, todas de tamanhos diferentes e com decorações que homenageam diferentes músicos do teatro La Scala.
Além disso, os visitantes contam com um mordomo exclusivo, fluente na língua escolhida, que faz o papel de assistente pessoal, reservando restaurantes e organizando reuniões. Há também um chef à disposição dos hóspedes, que faz pratos de acordo com as preferências de cada um.
O Seven Stars Galleria está localizado dentro da Galeria Vittorio Emanuele II, que conecta a principal catedral de Milão (Piazza Duomo), com o teatro de óperas Piazza della Scala.
Wolgan Valley Resort e Spa, Montanhas Azuis, Austrália
Essa dica é para quem gosta de aventura. A região das Montanhas Azuis é considerada Patrimônio Mundial pela Unesco devido às suas formações rochosas e florestas de eucaliptos, por isso é um destino certo para quem quer explorar a natureza australiana.
O Wolgan Valley Resort e Spa torna a experiência menos selvagem e muito mais confortável com suas 40 suítes com piscina e terraço privativos. O atendimento é personalizado e o Timeless Spa oferece tratamentos de terapia holística do mundo todo.
Para quem deseja visitar a vida selvagem, guias treinados auxiliam os hóspedes quanto aos melhores horários e lugares para se ver os animais desejados. Os passeios podem ser feitos a pé, de carro, a cavalo ou de bicicleta.
Emirates Palace, Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos
Este hotel faz juz ao seu nome: é um verdadeiro palácio, onde o hóspede pode se sentir como um rei ou uma rainha. São 302 quartos especiais e mais 92 suítes que combinam luxo à tecnologia.
A decoração árabe com folhas de ouro e mármore aliam-se a um controle touchscreen da luz, do ar condicionado e do sistema individual de entretenimento de cada quarto. As acomodações mais vip têm acesso à praia, piscina e um centro de fitness particulares, mas todos os quartos contam com TV de LCD de no mínimo 52 polegadas, terraço, serviço de mordomo e seus próprios laptops.
Para o paladar, são mais de dez opções de restaurantes especializados, como churrascaria, frutos do mar, cozinha italiana ou comida chinesa.
Para o lazer, o hóspede pode velejar, fazer wind surfing ou snorkeling, por exemplo. Para quem prefere algo mais calmo, o SPA, a piscina e a praia privativa são ótimas opções. E quem está em busca de algo diferente, vale a pena visitar a criação de camelos.
Cliveden, Berkshire, Inglaterra
Para quem prefere um estilo clássico, este é o hotel ideal. A mansão já serviu de estadia para personalidades como o rei George I, o cineasta Charlie Chaplin, o político Winston Churchill, o presidente Roosevelt, e o dramaturgo George Bernard Shaw.
O Cliveden é cercado por enormes jardins no interior da cidade de Berkshire. O clima campestre está logo no hall de entrada, com uma grande lareira e paredes de carvalho. Entre as opções de lazer, estão atividades bem britânicas como tênis, squash, andar a cavalo, golfe, e tiro ao alvo.
Os quartos são duplos e decorados com antiguidades e móveis selecionados com o mesmo rigor de 100 anos atrás. E um dos diferenciais do hotel é que ele aceita cachorros.
Faena Hotel and Universe, Buenos Aires, Argentina
Localizado na antiga região portuária de Puerto Madero, o hotel projetado por Philippe Starck tem ambientes com cores fortes ou totalmente brancos, e não dispensa luxo aos seus hóspedes.
A piscina ao ar livre serve tanto para um bom banho de sol e refresco como para receber tratamentos e massagens para pés em confortáveis espreguiçadeiras.
A gastronomia conta com forno de barro em um dos restaurantes e uma adega com mais de 400 rótulos de vinhos à escolha do freguês.
A diversão noturna, um dos maiores atrativos da cidade, está também dentro do próprio hotel, para quem quer uma noite agitada sem precisar sair. O cabaré com clima intimista e cortinas vermelhas, como não podia deixar de ser, inclui espetáculos de fantasia e sensualidade.

Lady Gaga canta música inédita em evento promovido por Elton John

Lady Gaga, durante apresentação no evento The White Tie & Tara Ball, promovido por Elton John, cantou uma música inédita.

You and I, nunca antes apreentada ao vivo, foge de todo o repertório da cantora de 24 anos até hoje. Com uma percussão mais lenta e romântica, Lady Gaga sentou ao piano e, junto dos músicos de sua banda, mostrou que seu próximo álbum pode surpreender os devotados fãs da moça.
 

sábado, 26 de junho de 2010

Vinho, por favor…


Vinho, por favor…

Carmen Cagnoni
Você adora a bebida, mas não sabe como fazer uma escolha correta? Para entender sobre vinhos, é importante ler o rótulo da garrafa para identificar o produtor, a uva, a safra, a procedência e o teor alcoólico. De acordo com o consultor de vinhos Duda Zagari, da Boutique de Vinhos Confraria Carioca, no Rio de Janeiro, e membro da Associação Brasileira de Sommeliers e diretor da SBAV-RJ (Sociedade Brasileira dos Amigos do Vinho), no universo da bebida também existem exceções. Vinhos de algumas procedências, como da França, não identificam o nome da uva. Segredo? Não. “Em alguns países do Velho Continente, não se menciona tal dado, pois na legislação local só são permitidas algumas variedades da fruta. Na Borgona, por exemplo, todos os vinhos tintos são feitos da uva Pinot Noir e todos os brancos dessa região são elaborados com a uva Chardonnay”, explica Duda Zagari.
De olho na taça
Você sabia que a cor do líquido pode revelar a idade dele? Um tinto jovem deve apresentar uma variante mais forte, como vermelho rubi intenso, enquanto um tinto de guarda (que tem em torno de 15 anos), deve revelar um tom de vermelho tijolo. O perfume também mostra a qualidade da bebida. “Os apreciadores identificam os aromas, buscando sua memória olfativa. Mexemos a taça para que esses aromas se abram, para percebermos com mais nitidez o que eles nos remetem”, acrescenta Duda Zagari.

Boa companhia

Para harmonizar bebida e comida é importante ter em mente os ingredientes usados nos molhos e temperos dos pratos. Um tinto leve, por exemplo, pode ser combinado com frango ou peixe, desde que esses pratos sejam mais condimentados.
• De uma maneira geral o vinho tinto deve ser harmonizado com carne vermelha ou massas encorpadas, enquanto os brancos vão muito bem com peixes, frangos e frutos do mar.
• Queijos moles vão melhor com os brancos e queijos de casca dura com os tintos. O queijo gorgonzola combina muito bem com vinhos fortificados ou vinhos do Porto. Mas isso não é uma regra.
• Ao contrário do que muitos acreditam, o melhor acompanhamento para fondue de queijo é o vinho branco e não o tinto.
Compra certa
Na hora de escolher a sua garrafa esteja atenta:
• Normalmente, os vinhos encontrados em supermercados não são armazenados de maneira exemplar, mas há exceções.
• Procure efetuar a compra em locais de confiança, de preferência onde conheça o vendedor, para pedir sugestões.
• Existem vinhos para todos os paladares e bolsos. Um vinho caro não é sempre bom e um barato ruim. A máxima que quanto mais velho e mais caro, melhor, só é válida para grandes vinhos de guarda (que chegam a demorar 50 anos para atingir sua plenitude). Existem outros, elaborados para consumo imediato, no máximo em cinco anos.
• Duda Zagari cita cinco exemplos de vinhos nacionais, “que não perdem em nada no quesito qualidade e paladar para os famosos e importados”:
1. Villa Francioni Sauvignon Blanc – R$81,80. Na www.vinhosevinhos.com
2. Villa Francioni VF – R$ 98,50. Na www.bonnamania.com.br
3. Minimus Anima – Marco Daniele – R$ 119,00. Na www.saintvinsaint.com.br
4. Espumante Don Giovanni – R$ 38,60. Na www.vinhosevinhos.com
5. Lidio Carraro Tannat – R$ 186,00. Na www.lidiocarraro.com.

Não esqueça a etiqueta

O garçom traz o vinho escolhido e serve a quem fez o pedido. Seja homem ou mulher. Cabe à pessoa experimentar a bebida e aprová-la, para que então ela seja servida aos outros convidados.



Livro propõe 10 etapas para superar obstáculos na vida

Um dos principais estudiosos da cabalá no Brasil, o carioca Ian Mecler lança seu quarto livro. "As Dez Leis da Realização - Um chamado para a vida", publicado pela editora Record.
Na verdade, a publicação reúne ensinamentos que não estão restritos apenas à cabalá. "Esse tem uma proposta totalmente diferente, porque concentra princípios universais, de grande simplicidade, mas que uma vez colocados em prática, trazem grandes bençãos para a nossa vida", disse Ian, que também é estudioso de ciência da informação, astrologia e de artes marciais.
Os demais livros do autor são "A Cabala e a Arte de Ser Feliz", "O Poder de Realização da Cabala", e "A Força - O Poder dos Anjos da Cabala". Ian é conhecido por traduzir os conceitos da sabedoria milenar de maneira direta e leve. "As palavras só provocam um efeito de transformação quando atingem o coração do leitor", afirmou.
Kabbalah é uma palavra em hebraico que significa recepção, e a filosofia também é conhecida como misticismo judeu. Isso porque grandes mestres da cabala foram judeus, mas não é uma religião nem está direcionada apenas a um grupo. "É um caminho muito completo, que envolve estudo, meditação, oração e ação. As pessoas que realmente se envolvem com cabalá resgatam o melhor que têm dentro de si", disse o autor.
A Cabalá ensina que a fim de podermos reclamar as dádivas para as quais fomos criados para receber, primeiro temos que merecer essas dádivas. "As Dez Leis da Realização" tem em comum com as demais obras do autor a sugestão de prática dos ensinamentos propostos. "Reuni de forma bem sintética aquilo que tem real efeito prático em nossa vida e, de fato, cada uma dessas 10 leis, quando aplicada, traz grandes bênçãos para nossa vida", disse Ian, que aponta que a principal lição a ser aprendida são os valores dos obstáculos.
"O que acontece é que, no dia a dia, nos esquecemos facilmente de aspectos fundamentais para uma existência feliz, como ajudar ao próximo, apreciar as coisas simples da vida, deixando um pouco de lado as expectativas com o futuro e aproveitando o que o presente pode nos dar", afirmou.
Apesar de serem numeradas, não é preciso segui-las na ordem. "Quando você se sentir um pouco para baixo, abra uma pagina qualquer do livro e leia. Um novo entusiasmo diante da vida surge imediatamente", disse. "A última delas é uma 'oração da realização', que eu sugiro as pessoas que leiam todos os dias. Ela desativa por completo o medo", afirmou.
Veja quais são as 10 leis propostas por Ian Mecler:
1) Compartilhar, por meio de pequenos gestos. "Olhar com mais atenção aqueles que nos cercam já é um ótimo começo para quem quer compartilhar mais".
2)Paciência, que precisa ser cultivada a cada dia.
3) Capacidade de enfrentar obstáculos.
4)Ver o mundo como um reflexo do que somos.
5)Todos os problemas da humanidade ¿ doenças, insegurança material e emocional ¿ podem ser vencidos se estabelecermos um foco.
6) Aprendizado para se tomar uma decisão satisfatória, entre tantas possibilidades de escolha.
7)Sair do plano das ideias e começar a agir.
8)Desfrutar da alegria das coisas mais simples e viver o aqui e agora.
9)Ter determinação, essencial para conquista de nossos sonhos.
10) Cuidar com dedicação do que é realmente essencial.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Sheila Mello e Xuxa passam lua de mel na Grécia


 


Os noivos Sheila Mello e Fernando Scherer se beijam após a 
cerimônia Foto: Orlando Oliveira / Fábio Guinalz /AgNews
Sheila Mello e Fernando Scherer viajam para a Grécia neste sábado (26)
Foto: Orlando Oliveira / Fábio Guinalz /AgNews
O casamento de Sheila Mello e Fernando Scherer aconteceu na noite dessa quinta-feira (24), na Casa da Fazenda, Morumbi, em São Paulo. Em meio a diversos convidados famosos, os ex-participantes de A Fazenda 2 trocaram alianças e fizeram juras de amor. De acordo com a coluna Olá!, do jornal Agora São Paulo, o mês de julho será muito movimentado para eles.
Segundo a publicação, eles embarcam neste sábado (26) rumo à Europa, onde ficarão viajando e curtindo a lua de mel por um mês. O primeiro destino é a Grécia, em seguida partem para a Turquia e encerram a viagem na França.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Esportes » Futebol » Competições » Copa 2010 » Seleções » Seleções Luisão: brasileiros de Portugal são amados como C. Ronaldo


Celso Paiva
Direto de Johannesburgo
Há sete temporadas no futebol português, o zagueiro Luisão conhece como ninguém o adversário da Seleção Brasileira desta sexta-feira, pela última rodada do Grupo H da Copa do Mundo. De acordo com o jogador do Benfica, a equipe verde e amarela tem de tomar uma preocupação especial com os brasileiros que atuam na seleção portuguesa.
Segundo Luisão, Liédson, Deco e Pepe se sentem tão à vontade como o atacante Cristiano Ronaldo, principal estrela da equipe lusitana. "Pelo que eu vi, (os portugueses) têm o mesmo amor e carinho pelos brasileiros que têm pelo Cristiano Ronaldo, apoio e carinho é o mesmo".
De acordo com o zagueiro, a presença de jogadores brasileiros naturalizados deixou o estilo da equipe portuguesa parecido com o da Seleção. "Acho que o futebol português chega perto do futebol brasileiro tecnicamente. Jogadores de muita habilidade, criatividade. Chega próximo ao nosso futebol. Tem jogadores naturalizados, então chega perto do nosso futebol".
Questionado se concorda com o fato de ter jogadores nascidos em outros países na seleção, Luisão disse que não questiona os motivos de Liédson, Deco e Pepe terem escolhido jogar por Portugal. "Eu consegui meu sonho que é estar na Seleção, tem jogadores que saíram cedo do País e criam essa identidade. É válido desde que os atletas naturalizados estejam felizes".
Na goleada por 7 a 0 sobre a Coreia do Norte, com Deco lesionado e Liédson e Pepe no banco de reservas, o técnico Carlos Queiroz não escalou nos 11 iniciais nenhum dos três brasileiros. Esta foi a primeira vez que Portugal entrou em campo sem titulares nascidos no Brasil em uma partida oficial desde novembro de 2007, na vitória sobre a Armênia, por 1 a 0, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2008.
Líderes do Grupo G do Mundial, Brasil (que soma seis pontos) e Portugal (quatro) se enfrentam às 11h (de Brasília) desta sexta-feira. Um empate classificará os comandados de Dunga na primeira colocação e deixará os de Queiroz no segundo lugar. Se perderem, os portugueses só serão eliminados caso a Costa do Marfim, que encara os norte-coreanos no mesmo horário, desconte uma desvantagem de nove gols de saldo.

Por gramado, Seleção é impedida de treinar no Estádio de Durban

 


Direto de Johannesburgo
Pela segunda vez seguida, a Seleção Brasileira não poderá treinar em um estádio no qual atuará na Copa do Mundo de 2010. O trabalho de reconhecimento do Estádio de Durban, no qual acontecerá a partida contra Portugal na próxima sexta-feira, foi cancelado para poupar o gramado.
Anteriormente, o treinamento no estádio estava marcado para as 12h30 (de Brasília) desta quinta. Porém, a Fifa vetou a atividade, que assim acontecerá em outro local, no Princess Magogo Stadium. O departamento de comunicação da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) informou que o horário de início deve ficar entre as 11h e 11h30.
Depois do treinamento, os jogadores não poderão conversar com os repórteres. Apenas a entrevista do técnico Dunga está mantida, ocorrendo no Estádio de Durban.
Também para poupar as condições do gramado, a equipe dirigida por Dunga já havia sido impedido de treinar no Estádio Soccer City na véspera do jogo diante da Costa do Marfim, que terminou no último domingo com uma vitória brasileira por 3 a 1. Na ocasião, os jogadores trabalharam na Universidade Saint Sthithians, em Johannesburgo, cujo campo eles já vinham utilizando normalmente.
Já classificado às oitavas de final da Copa, o Brasil, que lidera o Grupo G com seis pontos ganhos, precisa de um empate para avançar na primeira colocação. O árbitro do encontro será o mexicano Benito Archundia, auxiliado por seus compatriotas Marvin Torrentera e Hector Vergara.
Portugal, que soma quatro pontos, só será eliminado caso perca e a Costa do Marfim goleie a Coreia do Norte também na sexta, descontando uma desvantagem de nove gols de saldo.
Com informações da agência AFP
Copa 2010 no celular
Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
 

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Dunga divide e racha com a Globo, que reage







BOB FERNANDES
Direto de Johannesburgo
Soccer City, caminho entre o estádio e as tendas da FIFA que abrigam o Centro de Mídia. Galvão Bueno, Arnaldo Cezar Coelho e o diretor da Central Globo de Esportes, Luiz Fernando Lima conversam, não escondem a irritação e nem se preocupam com quem passa ao lado e ouve. O alvo é o técnico da seleção brasileira, Dunga. Minutos antes, na coletiva pós Brasil x Costa do Marfim o técnico, numa dividida bem a seu estilo, deu na canela do comentarista Alex Escobar, da Globo.
Luiz Fernando Lima lembra as conversas recentes da emissora com Dunga, já na África do Sul:
- Falamos com ele duas vezes e ele não consegue entender que não é "a Globo", ele está falando para todo o país...
Seguem as observações do grupo, sempre ferinas. Um deles chega a dizer: - ...e a única coisa que eu acho que ele aprendeu em quatro anos foi falar 'conosco' e não mais 'com nós' como sempre fez...
A cena do entrevero de Dunga para com Escobar pode ser vista aqui, no YouTube.
Poucas horas depois, no que pode ser o início de uma escalada, um dos apresentadores do programa, Tadeu Schmidt, da África para o "Fantástico" mandou uma reportagem sobre a rusga. Soou mais a um editorial da emissora.
Essa é, sem dúvida alguma, uma crise a rondar a seleção brasileira. Mas uma crise em tudo diferente das que envolvem a França e a Inglaterra, seleções que vivem crises internas, para dentro do elenco.
Anelka x o técnico Domenech, o capitão Evra contra o preparador físico, Zidane nos bastidores, sacodem a França. Até o presidente Sarkozy já palpitou. (De Carla Bruni ainda não ouvimos nada).
Na Inglaterra, o trivial básico: o ex-capitão Terry, que já derrubou Mourinho e Felipão no Chelsea, agora pôs a boca no trombone, e na mídia, contra o técnico italiano da seleção, Fabio Capello.
A crise que ronda o Brasil é uma crise para fora, que não envolve os jogadores. É uma crise de poder.
De um lado o poderoso sistema Globo, que carregou 300 profissionais para a África do Sul e quer um retorno para tanto. Em outras palavras, deseja o que querem os quase mil profissionais do Brasil que aqui estão: acesso. E quanto mais privilegiado, melhor.
Assim foi, assim é da índole e história da Globo, de emissora que no Brasil tenha a dimensão que ela tem.
O problema é que, na outra ponta, está Dunga, o Schwarzenegger. E como sabemos desde quando ele era o pitbull da seleção amarela, quando divide, o Dunga racha.
Está claro, cada dia mais claro, que secundado por quem ele confia e a quem tem como leais, casos de Jorginho e Taffarel, o técnico Dunga fechou um pacto com seus jogadores. De um lado ele, eles, do outro, o resto. Em especial a mídia e quem mais, dentro ou fora da seleção, não reze integralmente pela mesma cartilha.
Se há fissuras no chamado "grupo" não se sabe; não se sabe mesmo, não existem informações concretas que levem a dizer isso. Estas coisas, que sempre existem em agrupamentos humanos, costumam aparecer, vide França e Inglaterra, quando pintam os fracassos.
No Tempo Dunga na seleção não há fracassos; salvo na Olimpíada da China, quando máquinas se moveram para derrubá-lo. Como não há fracassos, parece evidente que Dunga escolheu um caminho: vencer ou vencer.
Por mais que pareça rudimentar a lógica "ou está comigo ou contra mim", o técnico da seleção já viveu e apanhou o suficiente para saber o que significa a volta do cipó de aroeira no lombo de quem mandou dar.
Dunga, que apanhou injustamente entre as Copas de 90 e 94, cuja família teve que suportar o marido, o pai, o filho a carregar por 4 anos a negativa marca da "Era Dunga", certamente sabe o que alimenta contra si de rancor, de ressentimento, a cada bordoada que distribui.
Ele, que já me admitiu em 2007 não terem cicatrizado ainda as feridas da "Era Dunga", obviamente sabe que está jogando a cartada mais arriscada de sua vida profissional. A de construir para si mesmo a alternativa "vencer ou vencer".
Quando se decide por enfrentar a Globo, Dunga sabe que está encurtando seu caminho à frente da seleção brasileira, perca ou ganhe. Dunga sabe quais são e como se movem os interesses para a Copa 2014, e sabe quem maneja boa parte dos cordéis.
Nos idos da Copa América e Olimpíada, eventos que acompanhei, Dunga distribuiu fartamente bordoadas contra o sistema Globo. Durante e depois. Basta consultar os noticiários, capturar o que disse aqui e ali o técnico. São fatos.
Fato é, também, que depois disso tudo um acordo foi costurado. Com a participação do diretor de Comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, encontraram-se o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e um dos Marinho da Globo.
Selou-se, então, um acordo de paz, de convivência por conta dos mútuos interesses. Não por acaso duas entrevistas exclusivas ao Jornal Nacional na Copa das Confederações, não por acaso Dunga na bancada do Jornal Nacional depois da convocação para a Copa de agora.
Isso é inegável. São os fatos. Não há como negá-los.
Mas, havia, há um Dunga no meio do caminho. Com a mesma determinação que jogou em 94, que então protegeu Romário de si mesmo e do assédio da mídia, Dunga agora se fecha com seu grupo.
A propósito, Romário, que não é bobo, sentiu o cheiro da crise e nesta terça-feira postou em seu twitter, @Romário11, as seguintes mensagens de apoio ao capitão do Tetra:
- Infelizmente sobrou pro Escobar (ele é gente boa e americano). Mas geral só gosta de bater, então apanhar um pouco faz bem!
- Parceiro "Dunga", não perca o foco, vamos em frente e faltam 5 jogos!
Ao se fechar tanto, Dunga comete erros. Erros como o de enxergar e tratar a todos, sem distinção, como se fossem adversários, inimigos mesmo, e isso não é uma verdade.
Em algum momento Dunga perceberá, ou algum amigo lhe dirá, que não seria preciso tanto e contra todos. Nesta terça-feira, com a experiência de quem já viveu e enfrentou essa tsunami, Felipão Scolari aconselhou. A todos:
- Pelo bem da Seleção não adianta um dar um soco e o outro revidar, depois um dar um chute e o outro dar um chute também, porque, se não, nunca vão se entender...
Dunga, o Schwarzenegger, decidiu-se por pagar o preço, por queimar as caravelas. A ele e seu grupo só uma coisa importa. Vencer. Ganhar a Copa do Mundo. Custe o que custar.
O velho parceiro Romário, herói do Tetra a quem Dunga tanto deve e vice-versa, também nesta tarde postou em seu twitter:
- A gente já sabe o que vai acontecer. Se o Brasil ganhar é obrigação, se perder não vou querer estar na pele do Dunga...

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Medico resfria Bebe, apos cirurgia cardiaca!




Um bebê de 16 semanas passou por duas cirurgias cardíacas e teve o corpo resfriado pelos médicos para que sua vida fosse salva depois de problemas pós-operatórios. Finley Aaron Burton, de County Durham, norte da Inglaterra, passou 4 dias sedado e com a temperatura do corpo a cerca de 33ºC, enquanto se recuperava das complicações e tinha o ritmo do coração estabilizado por um marcapasso externo.
Quando tinha apenas 10 semanas de idade, seus pais o levaram a um exame médico de rotina, preocupados porque ele não ganhava peso e parecia ter dificuldades para respirar. No exame, o médico acreditou ter escutado um ruído estranho no coração do bebê e pediu exames mais específicos, entre eles um ultrassom cardíaco e um eletrocardiograma, que identificaram que Finley tinha dois buracos no coração.
Mais tarde, também foi descoberto um estreitamento em uma das principais veias cardíacas. Por conta disso, seu pulmão trabalhava mais do que o normal, deixando-o mais cansado com o esforço e dificultando sua alimentação.
"Por causa dos buracos, muito sangue era enviado para seu pulmão", disse à BBC Brasil a enfermeira especializada em cirurgias cardíacas em crianças do Freeman Hospital, Paddy Walsh.
Cirurgias
Em maio passado, Finley passou por duas cirurgias no Freeman Hospital, em Newcastle, para consertar os defeitos congênitos. Mas ao fim do procedimento, seu coração passou a bater a um ritmo muito mais rápido do que o normal, o que poderia causar sua morte.
Os médicos apelaram então para uma técnica normalmente usada na recuperação de pacientes de ataque cardíaco - o resfriamento do corpo, também conhecido como hipotermia terapêutica.
A técnica é usada para evitar sequelas e permitir que o ritmo cardíaco se estabilize. "Ela não apresenta riscos para a saúde", afirma Walsh. "Ela é usada para salvar a vida do bebê, que estava em risco por causa das complicações surgidas após a cirurgia."
O bebê ainda estava sedado quando os médicos usaram um cobertor elétrico para resfriar seu corpo e mantê-lo a uma temperatura média de cerca de 33ºC (a temperatura normal de um bebê é de 37ºC).
A temperatura mínima que pode ser suportada pelo corpo humano nessas condições é de 32ºC. O procedimento retardou seu metabolismo e fez com que seu ritmo cardíaco diminuísse. Ao mesmo tempo, os cirurgiões o conectaram a um marcapasso para estabelecer um novo ritmo de batimentos.
Finley passou quatro dias sedado e resfriado, até que seus batimentos se estabilizaram. Em sua página no Facebook, os pais contam como, logo após a cirurgia, os médicos aos poucos aumentaram sua dose de alimentos.
Ao recobrar a consciência, contaram os pais, Finley passou a se alimentar com muito mais voracidade, ganhando peso rapidamente e distribuindo sorrisos, ainda no hospital. O bebê já está em casa, se recuperando plenamente. Os pais, Donna Link-Emery e Aaron Burton lançaram uma campanha para arrecadar fundos para o centro cardíaco do Freeman Hospital.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Kaká solta a voz em CD gospel de sua mulher, Caroline Celico






Mylena Honorato
 
Marucia Kintschev/Divulgação
O jogador Kaká e Caroline com seu filho, Luca
O jogador Kaká e Caroline com seu filho, Luca








Na estreia do Brasil na Copa do Mundo, nessa terça-feira (15), contra a Coreia do Norte (2 a 1 para a nossa Seleção, ufa!), Kaká não teve sua melhor atuação. Bom... azar no jogo, sorte no amor, né? E isso o craque tem. Casado há 4 anos e meio com a pastora Caroline Celico, o jogador resolveu se declarar à mulher de maneira ousada: ele surge cantando no CD de música gospel que sua amada está lançando na internet, intitulado Carol Celico ¿ disponível para download gratuito no site www.carolcelico.com.


"Eu busquei você no altar de Deus. Recebi você das mãos de Deus", diz um dos versos entoados por Kaká na canção Presente de Deus, escrita por ele próprio e gravada pelo casal em um estúdio em Madri, na Espanha. Caroline, no entanto, admite que Kaká não canta tão bem quanto joga, e que só o fez por amor. "Agradeço a ele por ter acreditado neste sonho. Kaká é o amor da minha vida", diz a moça.
As participações especiais no disco não param por aí. A cantora Claudia Leitte, amiga de longa data da pastora, participa do projeto em Mesma Luz. "A canção é sobre amizade de verdade", postou no Twitter a musa do axé. Caroline respondeu: "Estou com saudades. Amo você".
A amizade é tanta que as duas assistiram juntas à estreia da Seleção na Copa, na casa de Carol e Kaká, em São Paulo, acompanhadas dos fofíssimos filhos, Luca Celico, 2 anos, e Davi Leitte, 1, ambos com uniformes personalizados.
Apesar da dedicação,Caroline diz que não pretende seguir carreira musical. "Fiz o CD para dar de presente. Não vou vender. Achei que poderia ajudar pessoas a enxergarem Deus", explicou. Com o disco pronto, ela já prepara um DVD. "Vou trabalhar para mostrar as imagens do DVD, que falam por si só. Está tudo maravilhoso", vibra a senhora Kaká.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Sertanejo Tamanho familia!


Filho de peixe, peixinho é! E quando é irmão? Sobrinho? Primo? E por aí vai! O fato é que a música sertaneja está no sangue e muitos seguem os mesmos caminhos dos seus parentes. A cada crônica fico pensando o que falar, buscando temas e sugestões que sejam a realidade do que vivemos em nossa música. Bem, e ouvindo algumas canções antigas me deparei com vários cantores ligados a duplas sertanejas; então achei que era um assunto a ser comentado. Eu, um tremendo curioso, comecei então minha pesquisa. Muitos artistas eu já conhecia e sabia a história, pois trabalhei muito tempo em rádio, como a Vicente Pallotti em Coronel Vivida e a Rádio Club de Palmas, ambas no estado do Paraná. As duas emissoras com acervos grandiosos ainda dos tempos do vinil. Entrei no rádio em 1994, quando o Brasil de Parreira disputava a Copa do Mundo nos Estados Unidos e na final, após Bággio perder o pênalti, nosso país foi tetra campeão mundial!
  
Lembro-me muito bem nos embalos de domingo à tarde, quando não tinha futebol, eu começava minha comunicação e programava tudo do sertanejo. Eu tinha acesso a aproximadamente 15 ou 20 mil discos e tocava o que eu mais gostava. Como meu tema hoje é falar da família sertaneja e artistas do mesmo sangue, quero então citar duplas, artistas que seguiram passos de irmãos, primos, sobrinhos por exemplo. Dizem por aí que irmãos sempre se deram melhor na carreira, mas muitos amigos ao formar dupla foram bem mais longe. Lembrando o sertanejo lá das antigas, Zico e Zéca com Liu e Léu têm parentesco com Vieira e Vieirinha: eram sobrinhos. Tonico e Tinoco, dupla pioneira da nossa música sertaneja, eram irmãos. Tonico já está tocando sua viola nos palcos lá de cima, enquanto Tinoco continua sua missão por estes lados.
   
José e Durval de Lima, ou seja, Chitãozinho e Xororó, enfim a Família Lima é grandiosa na música. Sandy e Junior, filhos de Xororó, que após anos de estrada juntos ainda seguem na música, porém em caminhos diferentes. Sandy acabou de lançar seu cd solo e é casada com Lucas, também ligado à música, que pertence ao Grupo Família Lima e o Junior além de produzir está na estrada com a banda 9 mil Anjos. Por falar em Chitãozinho e Xororó, vocês sabiam que um irmão dos artistas também se juntou à um irmão de Leandro e Leonardo formando uma dupla nos anos 90? Tiãozinho e Alessandro, dupla hoje desfeita, teve seu espaço com suas músicas sendo executadas nas rádios especialmente interioranas do Brasil. Destaque para “Coceira de bem querer” - 5ª faixa do lado A do disco, tema da novela global “Despedida de solteiro” de 1992. Bem, a dupla ao que sei não existe mais e Tiãozinho trabalha na parte executiva com seus irmãos Chitãozinho e Xororó. Já Alessandro, com seu timbre, lembra muito seu irmão Leonardo que segue carreira até hoje. Léo formou dupla com Leandro, morto de câncer em 1998. Relacionado a Leandro e Leonardo, não podemos esquecer dos filhos Pedro e Thiago e ainda houve a dupla Carlos e Nando, depois Carlos e Alessandro e ainda Mauricio e Mauri, ligados à família Costa e Silva e que lançaram discos nos anos 90.
  
Há provas reais que família unida, vence unida! Cito exemplos como Gian e Giovani, Guilherme e Santiago, Victor e Léo e Zezé di Camargo e Luciano que até hoje continuam não dividindo o mesmo chuveiro, mas sim o mesmo espaço, ou seja, o palco. Há casos de duplas de irmãos que ficaram na corda banda como Chrystian e Ralf, foi e voltou e Edson e Hudson foi e acho pouco provável voltarem a cantar juntos. Falando em Zezé Di Camargo que tem a filha Vanessa ligada ao meio musical e, ao que se noticia por aí, excluiu o sobrenome Camargo para se desvincular do meio sertanejo. Ela, além do pai Zezé, tem o tio Luciano e o tio Camargo (Camarguinho) que fez dupla com Cleiton e conquistaram bom espaço interpretando a música “Agenda Rabiscada”. Até onde tenho notícia, Cleiton é primo do Camargo e, portanto também de Zezé di Camargo e Luciano. Atualmente Camargo faz dupla com Marcelinho de Lima e o Cleiton cantou uns tempos em dupla com o Huggo. Ah, a família Camargo ainda tem Wellington que é cantor gospel, ufa!
  
Se pesquisarmos minuciosamente, a música sertaneja nos premiaria com outros tantos nomes em família, grandes artistas os quais, devido ao espaço aqui, não seria possível todos serem citados. O fato é que de mão em mão, braço a braço, com o sangue na veia, a música sertaneja continua nos surpreendendo, grandiosa como coração de mãe, sempre cabendo mais um e no melhor estilo, tamanho família!
  
Crônica por Carlos Pitty – Direitos Reservados (Permitido publicação, citando fonte)